Moradia pós-pandemia: o que está mudando?

Muito se fala no chamado “novo normal” que as mudanças exigidas pela pandemia trouxeram a todos. Diversas áreas se reinventaram e realizaram adaptações. No mercado imobiliário, principalmente o de alto padrão, as novas demandas e comportamentos dos clientes trará mudanças que podem ser grandes oportunidades para o setor se valorizar ainda mais.

A moradia pós-pandemia vem de reflexões e comportamentos adquiridos durante a quarentena. Mesmo com o retorno gradual a algumas rotinas, questões mais subjetivas e outras mais objetivas passam a fazer parte dos desejos para uma casa ou apartamento. Vamos conferir as principais mudanças que devem se manter quando tudo voltar ao “normal”. 

O famoso home office

home office moradia pós pandemia

Não será apenas pela pandemia que o trabalho em modo home office será adotado. Talvez acelerado pela necessidade que tomou o mundo, esse formato remoto é uma tendência que deve ser adotada pelas empresas e exige mudanças no ambiente doméstico. Pesquisa da Fundação Dom Cabral com a empresa Talenses com 375 companhias do Brasil apontou que mais 70% sinalizaram que pretendem adotar o home office de alguma forma depois da pandemia.

Muitas pessoas adaptaram quarto, sala e até a varanda como espaço de trabalho. Esse tempo trabalhando em casa mostrou que espaços privativos e adequados para garantir até mesmo a produtividade são essenciais. Uma opção de moradia pós-pandemia que deve surgir nos projetos é inclusive uma entrada independente caso seja necessário receber alguém a trabalho, algo que era comum em meados do século XX.

Além disso, o trabalho home office também afasta a exigência de morar perto da empresa. Com isso, as pessoas devem passar a procurar imóveis relacionados mais à qualidade de vida e lazer. A praia, por exemplo, pode se tornar residência fixa mesmo pra quem trabalha em uma empresa com sede em um centro urbano.

Ambiente para higienização

A rotina de limpeza de produtos, calçados e do próprio corpo é algo que deve ser mantido como hábito. Muitas pessoas passaram a adaptar um cantinho junto à porta, ou até mesmo o hall do apartamento como espaço para fazer esses procedimentos. Para facilitar essa necessidade, os novos projetos devem reservar espaços de entrada que servirão como áreas de higienização.

Novos espaços e adaptações na moradia pós-pandemia

Todos os cantos da casa passaram a ser observados com muito mais atenção nesse período. Por isso, a busca por conforto e privacidade, mais do que integração e funcionalidade, devem fazer parte dos novos projetos nas moradias pós-pandemia. Saem do radar vaga de garagem, proximidade com serviços e distância do trabalho e entra a valorização da metragem, número de quartos, espaço para home office e áreas de lazer. 

Nem todos os ambientes precisam ter apenas uma função. O uso de painéis articuláveis, móveis de fácil mobilidade e iluminações com configurações variadas darão um toque contemporâneo e tecnológico para as casas e apartamentos, principalmente do mercado de alto padrão. Esse trabalho vai unir engenheiros, arquitetos e decoradores. Até mesmo o retorno de áreas separadas para cozinha e sala podem voltar a aparecer. 

Área verde e espaços livres

área verde moradia pós pandemia

Além da distância dos centros urbanos, a moradia pós-pandemia vai valorizar também os espaços ao ar livre e a inclusão de uma consciência ambiental desde a inclusão de mais plantas até a escolha de equipamentos e estruturas sustentáveis. A iluminação natural e a ventilação farão parte dos novos projetos com ainda mais atenção. Isso vai trazer também uma maior integração com a área externa, que deve ganhar alguns metros quadrados a mais. 

Quanto à estrutura da casa ou apartamento, o cliente desse “novo normal” deve exigir opções sustentáveis como painéis de energia solar, soluções de esgoto biodigestores, aproveitamento da água da chuva, entre outras soluções. 

Como opção que fica equilibrada entre a proximidade de centros urbanos e a vida em contato com a natureza, as praias devem ser escolhas que estarão como as mais procuradas. No litoral catarinense, espaços que preservam as belezas naturais e ainda assim oferecem boa estrutura já estavam em crescimento no mercado e a tendência deve aumentar, seja para investir ou para morar. Um apartamento em Itapema, por exemplo, garante qualidade de vida para essa nova fase.Para investir em um imóvel de alto padrão e viver o “novo normal”, busque uma imobiliária em Itapema que esteja atenta às novas demandas e tenha experiência em entregar ao cliente um moradia de acordo com o perfil individual e do mercado pós-pandemia.

potencial imóveis imobiliária

Deixe uma resposta