Investir em imóveis: vale a pena? Como começar?

O mercado imobiliário tem se mostrado como um dos mais resilientes por uma série de motivos, e no post da vez discutimos os principais benefícios de investir em imóveis e como ter sucesso no segmento.

Os benefícios de investir em imóveis

Pilhas de moedas com casas de miniatura no topo, demonstrando crescimento

Cada dia mais as pessoas tomam consciência da importância em se preparar para o futuro através da formação de capital, e apesar de haver uma variedade cada vez maior de meios, nenhum se mostra tão resistente à prova do tempo quanto investir em imóveis.

Existe uma quantidade considerável de motivos pelos quais podemos contar com esse empreendimento, e essas informações podem ser valiosas para sua tomada de decisão:

Todos precisam de moradia

Parece redundante usar uma informação como essa, mas a verdade é que esse dado traz uma importante reflexão: os imóveis são bens de primeira necessidade. Todas as pessoas precisam morar, mas existe um volume limitado de espaço, e ainda mais de imóveis.

Isso é muito diferente de outros produtos de investimento que são móveis, que podem ser criados a qualquer momento e podem ter uma queda violenta ou serem prescindidos em momentos de crise.

Nada disso se aplica aos imóveis, pelo contrário. Momentos de crise, por exemplo, são épocas em que costumam haver um rearranjo natural na equalização de oferta e demanda, com muitas pessoas mudando de casa para imóveis mais baratos ou aproveitam as baixas para fazer uma compra ou financiamento.

O Brasil conta com um grande déficit habitacional, e quanto maior esse déficit, mais os imóveis se valorizam potencialmente, isso porque com a maior demanda, melhora não só a valorização como também a qualidade dos créditos e investimentos imobiliários.

Potencial para valorização

Quando episódios de crise pulverizam o valor dos números no home broker dos investidores, o que passa a contar é o valor material, como a capacidade instalada das indústrias para retomarem a produção e, claro, os imóveis.

A enorme durabilidade de um imóvel e seu propósito virtualmente inalterado o transforma no bem de investimento mais rentável no longuíssimo prazo, que mais do que estabilidade na valorização, tem um aumento real na sua valorização.

Essa valorização pode acontecer tanto graças ao aumento nos índices relacionados à Construção Civil quanto no próprio índice geral de preços.

A localização, a tecnologia e a exclusividade de um imóvel, como no caso do mercado de imóveis de luxo, fazem seu imóvel se valorizar em relação aos demais que estão em construção. É como se cada um desses fatores aumentassem o lastro dos outros.

As limitações físicas para a criação de mais casas retém seu valor, assim como as modificações constantes que os imóveis recebem. Áreas podem se valorizar e, quanto maior a demanda por espaço em um lugar, maior fica o valor de seu metro quadrado, e com o crescimento populacional, essa certamente é a grande tendência.

Proteção contra a inflação

A inflação é capaz de corroer diversos investimentos, como a poupança e investimentos de renda fixa, além de tirar o incentivo de diversos outros.

Já com a subida desse índice, os índices de preços gerais (e consequentemente o dos aluguéis) sobe junto proporcionalmente, e por ser um valor particular, você pode negociar de diferentes maneiras para ter uma margem sustentável mesmo em momentos de grande instabilidade econômica.

Existe um índice individual para os valores relacionados a investimentos imobiliários, o INCC, que é corrigido regularmente para garantir um bom saneamento econômico para manter o setor, um privilégio tanto para quem está pagando seu financiamento imobiliário quanto para quem investe em fundos no setor.

Além disso, um dos primeiros investimentos públicos para conter a inflação costuma ser justamente no setor imobiliário, que recebe as primeiras injeções de liquidez e previsibilidade.

Visão aérea de edifício de luxo em Santa Catarina

Fonte sólida de renda

Um imóvel pode ser uma importante fonte de renda para quem busca um meio sólido de garantir um extra todos os meses.

Muitas pessoas vivem de aluguel, seja por ainda não terem conseguido atingir os critérios para sua casa própria ou por viverem de maneira temporária em uma cidade, por exemplo. Por mais diversos que sejam os motivos, o aluguel ainda é uma necessidade de primeira ordem.

Seu rendimento pode ser fonte para novos investimentos imobiliários, para criar um fundo para o futuro, estabelecer patrimônio e oferecer um recurso para fazer investimentos mais arrojados em renda variável, apenas para citar algumas possibilidades.

A renda de imóvel pode oferecer uma base sólida para dar mais confiança em investimentos com risco e retornos aumentados como nos índices da bolsa de valores.

Justamente pela sua estabilidade e resiliência financeira, um imóvel é o melhor bem para o futuro, seja para deixar aos filhos, como reserva de valor ou como base para investimentos. Dificilmente ele se desvalorizará ou perderá sua liquidez.

Benefícios com o fisco

Moradia é um direito fundamental, logo existem diversas políticas que incentivam esse tipo de investimento.

Investimento desse tipo costumam ter importantes isenções no Imposto de Renda, seja por financiamento, seguro da casa, juros hipotecários e sua própria depreciação natural.

Tudo isso oferece uma margem de manobra para garantir um lucro extra trocando de casa, negociando salas comerciais ou progredindo no mercado de apartamentos na praia e outros empreendimentos de luxo.

Aqui na Potencial Imóveis você confere uma série de dicas sobre o universo imobiliário, com dicas para morar e investir com qualidade e grandes oportunidades, é só seguir nosso blog para ficar bem informado toda semana!

Deixe uma resposta